terça-feira, julho 21, 2009

NÃO É QUALQUER COISA

o título de uma obra, um conto, um poema, não é qualquer coisa. não se trata apenas de apresentação, o nome, muitas vezes, é a primeira coisa que dá destaque pra gente. dá forma, dá sentido. num texto, é o que pode te prender ou afastar.

tô falando tudo isso porque estou lendo "Memórias de minhas putas tristes", do Gabriel Garcia Marques. o título é muito bom. no mínimo instigante. "o que que é essa porra, é pornografia? putaria? livro de memórias?" são várias as perguntas que vêm as cabeças das pessoas que me vêem circulando com ele por aí: meu pai, o cobrador do busão, a tiazinha da padoca, a atendente do supermercado, o moleque da lan house. da para ver nos olhos, a reprovação ou interesse. o desejo ou repugnância. muito lôco.

mas o título, por si só, não garante nada. não se pode julgar um livro pela capa, quanto mais pelo nome. e o conteúdo do "Memórias..." é muito bom. estou na metade dele. amanhã, talvez, eu termino. depois eu comento sobre.

falando em título, desculpe a falta de modéstia, mas "Te Pego Lá Fora" foi uma boa escolha. o título, um certo tom ambiguo, já me rendeu boas histórias. pelo menos é um ótimo quebra gelo na hora de abordar alguém oferecendo o filhote.

e aí: alguém já lhe disse "te pego lá fora" hoje?

salve,

r.c.

2 comentários:

LUA DA PAZ disse...

kkkkkkkk MUITO BOM.

Entre mundos disse...

...Que pena,ainda não me disseram está frase hoje :(