quinta-feira, dezembro 27, 2007

conto - APRENDIZ

Vagabunda não! Já lavei, já passei pra fora. Já ajudei minha mãe a fazê coxinha, bolinho de carne, esfiha. Agora tómo conta dos fio da tia Carla. E ela me paga, num é nada de graça não. Nem passa a mão nos meus peito eu dexei de graça pra esses muleque. Num sô otária. Tudo tem sem preço, né não? Eles até perguntaro: - E pá cumê? Me ofereceram dez real. Mas eu falei não, isso não. Isso aê só quando eu tivé di maió. Lá na quinta série.

Um comentário:

blequimobiu disse...

http://minhascrises.blogspot.com/