domingo, janeiro 02, 2011

FÉRIAS EUROPÉIAS

salve, rápa.

estou aqui, em minhas merecidíssimas férias européias. merecidas porque eu trabalho bastante, estou pagando-a antes, durante e depois da minha estada. merecida porque é preciso celebrar vez em quando a vida, ainda que ela não demonstre as vezes muita coisa pra ser celebrada.

viajei durante quase 12 horas. fiquei no aeroporto em paris mais 08. depois, 01 hora e meia pra chegar em nuremberg, encontrar ingrid que estava me esperando. ficamos alguns dias na casa de seus pais. agora, vim para berlin. a idéia é ainda fazer uma esticadinha até amsterdã (holanda). passar alguns dias em paris. se der, um pulo na polônia.

europa é outro mundo. aqui, a expressão "velho mundo" faz todo sentido. não porque seja velho, antiquado, neste sentido, mas é louco quando você encontra construções humanas com trezentos, quatrocentos, quinhentos anos de existência. as coisas tem um outro peso.

estou aqui numa época particularmente especial. não apenas por ser inverno, mas por ser "O" inverno. com termômetros chegando algumas vezes a casa dos 10, 15 graus negativos. é uma situação inusitada, até para os padrões europeus. e, em alguns dias, a neve domina. não apenas os céus.

encontrar a neve, este clima foi como cair dentro de um filme. de um não, de vários. por muito tempo não acreditei que isto é a vida real. mas algumas coisas nos colocam de frente com a realidade. aqui também tem pessoas que vivem nas ruas - em menor número e bem diferentes do Brasil, mas tem. tem desorganização pra entrar em festas, as pessoas também bebem e passam da conta - principalmente nesta época. e já achei muito coco de cachorro pelas calçadas. a diferença é que aqui eles ficam durinhos e congelados - bleargh!

mas estou curtindo muito meus dias aqui. conhecer novas pessoas, uma nova cultura. novas comidas - estou comendo pacas - novas bebidas, aliás, várias bebidas. colocando o meu péssimo inglês pra rodar. e (re)aprendendo a história que aprendi na faculdade, nos livros, de uma outra forma. aliás, minhas aulas nunca mais serão as mesmas. mas isto fica pra depois.

bom, cansei de falar. abaixo, algumas dezenas das centenas de fotos e vídeos já registrados aqui. pra passar um pouquinho do que vivi (e vivo). sinto um pouco de saudade do Brasil, do clima, de um belo churrasco, de alguns amigos. mas como sei que volto em breve, deixo estas coisas de lado e vivo intensamente o momento, como ele pede.

a gente se fala. até,

r.c.


minha primeira visão da Europa, em terra
aeroporto Charles de Gaulle, Paris

minha primeira visão de um carro
coberto com neve

minha primeira cerveja

a neve

o gelo - véi, aqui é frio. frio, viu...

mas sempre tem alguém pra esquentar a gente - rs

richard, erick, ingrid e eu
suburbanos, cooperiféricos e mesquiteiros
devidamente representados
em terras estrangeiras

zeppelin field, importante centro
no nazismo


documentario centro, importante local
sobre a história do nazismo


"fascinação e terror"

muito lôco esse aparelho
você aproxima das obras, digita um código
e ele serve de "guia eletrônico" do museu

execução dos "nazis"
jornal sobre o julgamento dos nazistas
em nuremberg, pós-guerra

café da manhã com alguns recém amigos alemães

as crianças,

sempre, um show a parte

sala 600 - centro onde foi realizado
o "tribunal de nuremberg"

julgamento dos nazistas, no pós-guerra

o tribunal foi muito importante, pois criou um novo conceito:
os chamados "crimes de guerra"

lembrar é resistir!
banco em que os nazis sentaram
enquanto eram julgados


outros crimes de guerra, espalhados pelo mundo
neste painel, aparecem vários países
que violaram ou violam
os direitos humanos

cortes internacionais

sim, estamos lá.
desorgulhosamente por conta da ditadura
(eles precisam apenas atualizar as contas
e colocar a nossa guerra civil na conta)

angola

voltando a parte turística: zona antiga
de nuremberg - cidade maravilhosa

khira, filha de amigos de ingrid
em seu trenó, pronta para deslizar
na neve


é meio como quando deslizava
na boca-do-leão, com uma chapa de madeira por baixo
mas, muito mais frio

carrossel da morte - fonte
chapaaaaada

castelo de nuremberg - zona antiga


sim, estou aqui.

véi, essas espadas são grandes, viu...


capela do castelo de nuremberg
mais de quinhentos anos de história
cara, viajei no tempo

salão de dança


a cidade, vista por baixo
igreja católica, que tornou-se luterana
após a reforma e voltou a ser católica depois

detalhe do quadro, de 1500
a maneira como a cruz foi representada
é muito interessante
olha quem eu achei, dentro de um bar:
flamengo!

ano-novo em berlim
tomando uma cerveja alemã
esta sim é devassa, de verdade

tradicional rito alemã
esquentar estes pequenos formatos de chumbo,
derretê-los, jogá-los na água e interpretar
a nova forma criada

este foi o meu. parece o que?
new year
in Berlin
da hora.

4 comentários:

Pádua Fernandes disse...

Obrigado, Rodrigo Ciríaco, pelas fotos e pela narrativa que compartilha conosco. Compartilhar é uma das tarefas do professor que você é, e sua frase "minhas aulas nunca mais serão as mesmas" faz lembrar que ensinamos a partir da experiência.
Tenha experiências - é exatamente isso o que os burocratas da educação não desejam.
Abraços, Pádua.

Andrio Candido disse...

a maria e eu estamos chapando aquinas fotos, vc é muito cuzão nao falou antes de ir e agora ta chapando tomando breja de verdade, cara nem me fala um baguio desses que eu nao pposso beber po!aI E EM AMSTERDAN, tem algumas coisas que voce nao deve tomar, nem ceirar e nem fazer, lembre-se que voce é professor porra, as suas alunas...rsrsr volta logo mestre, saudades e parabens caraio,(traz um skank ai pa nois tio)! srsrsr

Camila Oliveira disse...

parece um menino tocando saxofone.

T. disse...

O seu chumbinho parece uma violinista.

E essa Ingrid é beeeeeeem bonita, hein?
Feliz Ano Novo!