quinta-feira, janeiro 27, 2011

DE VOLTA AO MUNDO REAL OU: TUDO QUE É BOM DURA POUCO?

salve, rápa.

estou de volta em terras brasilis. mais especificamente em sampa.

e já cheguei com trampo, lama e dor de cabeça, literalmente dos pés a cabeça. explico.

no domingo, teve uma chuva monstro que atingiu a zl de tarde, mais especificamente nos bairros da penha, cangaíba. e meu irmão, que está cuidando de uma quadra de society no tiquatira, teve altos problemas. o rio transbordou, invadiu as pistas, casas, comércios. levou ônibus. arrasou tudo.

muita gritaria, desespero. para ajudar, socorrer as pessoas. em áreas que ficam há mais de 30 metros da saída do rio, a água chegou a subir quase um metro e meio.

um ônibus articulado que estava na tiquatira ficou ilhado. a água da chuva fez um V no buzão. os passageiros tiveram que subir em cima. entre eles, um casal com um bebê de colo.

meu irmão que estava próximo de um muro tentando ajudar, quase foi levado pela água quando o muro caiu. minha mãe que tentou avisar que á água estava quase atingindo um quadro de força, escorregou, caiu dentro da água e quase foi levada.

meu fiestinha 2000 que tava na rua, já era. foi todo alagado.

desespero, choro. revolta também.

mas, dos prejuízos os menores. nenhuma vítima fatal. apenas três dias lavando e limpando coisas, contabilizando prejuízo. tentando reerguer as pessoas que passaram por isso, que marca tal como um trauma.

eu cheguei na terça, não peguei o olho do furacão. só o que sobrou depois que ele passou. e foi feio.

no mais, meu carro deu PT: perda total. tem seguro, dos males o menor. só perdi alguns cds do chico science, versão, jairo periafricania, versão popular, emicida e outros que tavam no carro. o som, outras pequenas coisas que o seguro não cobre. mas tá firmão.

hoje, com os braços e as mãos raladas de tanto mexer com a lama, lavar e tal mas, com disposição. a vida segue. e temos que seguir em frente.

mas espertos. essas situações não são apenas por conta de chuvas muito fortes. claro que isso prejudica. mas a falta - ou a péssima - política pública dos governos, que não realizam obras suficientes ou competentes para diminuir os danos está intimamente ligado também. basta ver o que acontece no jardim pantanal e em outras áreas.

não basta a gente apenas ficar ligeiro, esperto. a gente tem que se mobilizar, organizar e agir.

e não apenas contra as chuvas. até porque contra a natureza, ninguém ganha.

já dos caras, só depende da gente.

r.c.

Um comentário:

Vander disse...

Ai mano, o menos pior é que não teve nenhuma morte.

Porém as perdas sociais são critantes neste momento, acredito que a Merda de Governo esta cagando pra isso, mas nós podemos e devemos fazer alguma coisa.

Pode ter certeza que estou junto mano, abracios, fui.

Em Silêncio Total.

xXx