terça-feira, maio 22, 2007

Repercussões literárias

O lance foi ousado. Houve resistências: - "Ah professor, leitura é muito chato", alguns me disseram. Mas outros acreditaram. E não foram poucos. Da lista de Inscrição inicial, infelizmente alguns alunos tiveram que ficar de fora. Não daria para todos. O tempo e o espaço são curtos. Não foi apenas escolhas. Houve um sorteio. Sorte? Lance do destino.
Fato é que, quem disse que aluno não gosta de ler? E não gosta de Literatura? E que Literatura é chata? Sou professor do quê? De História. Apaixonado pelas letras. Históricas, historiográficas. E Literárias. E os alunos gostam de ler sim. Obrigado. Eu - quase - sempre acreditei em vocês.
Marcelino, preciso agradecer-lhe. Esta semana muitos alunos me pararam, me cobrando, quando iria ser a próxima oficina. Eu perguntava: - Gostaram? E eles respondiam - Vixi, é claro professor! Da hora! E insistiam: - Quando é a próxima? Qual o próximo escritor que vem? Mesmo sabendo de antemão que é um escritor por mês. - Galerinha, é só uma vez por mês. Pouco? Também acho. Mas é muito também. Tem muita coisa que dá para fazer em um mês, trabalhando com essa empolgação, essa energia deles. O encontro com os escritores é o ápice. Como foram os meus encontros com a Dinha, enquanto trabalhávamos juntos no Travessia. Se hoje tenho paixão em escrever muito veio dela. Aprendi uma forma de aliviar a dor. Terapia? Não, necessidade. Lance Vital. Indispensável. Como acredito que é indispensável pensarmos numa nova educação hoje em dia. Não apenas mais humanizadora, inclusiva e blábláblá, mas um pouco mais divertida. E alegre também. Como eu estou. Como eu vi nos sorrisos de alguns alunos.
Calma, calma pessoal. Em breve tem mais. Te cuida Sacola, tem uma turminha ligeira te esperando na quebrada.
Abraço,

3 comentários:

a Ninha Dundes disse...

Rodrigo, além de gostar de ler (é só dar um empurrãozinho...), eles gostam de escrever. Tem sempre um aluno escondendo um texto na manga...Tem sempre um desenho, um talento. Mas parece que a escola massacra, afoga a criatividade...Inclusive a da gente.
Que bem ver essa sua animação e mais ainda saber que alguns alunos desse brasil do "deus me livre", tem professor preocupado com eles, como vc.

é isso aì. b-jo.

rodrigo ciríaco disse...

oi ninha.
é, sei disso. já vi alguns poemas, textos dos alunos. tem alguns que enganam, pegam coisas da internet e falam que é deles - rs - mas, tem alguns que escrevem. e coisas muito legais. um dos objetivos das oficinas também é este: que os alunos escrevam, produzam.
e está sendo muito bacana fazer este projeto. muda a química com os alunos. muda um pouco o olhar deles sobre mim, a escola. muda um pouco o olhar da escola - diga-se, alguns professores - sobre eles. tô curtindo muito. acho que eles também.
valeu

Literatura no Brasil disse...

Tô preparado, deixa comigo que eles vão ver. Prometo deixá-los todos desconcertados e loucos pela literatura. Promessa é dívida. Anota aí.
Abraços... Sacolinha!!!