segunda-feira, agosto 10, 2009

LEMBRANDO DRUMMOND

Pôr fogo em tudo, inclusive em mim.
Ao menino de 1918 chamavam anarquista.
Porém meu ódio é o melhor de mim.
Com ele me salvo
e dou a poucos uma esperança mínima.

trecho de A Flor e a Náusea, em A Rosa do Povo

4 comentários:

LUA DA PAZ disse...

Já estive assim.

r.c. disse...

Eu estou sendo. Algumas vezes me apagam. Mas volta e meia eu coloco fogo no pavio.

Rosa disse...

Oi.

Soube da existência do seu blog, por causa de uma mensagem que rolou em uma lista da rede contra a violência sobre a repressão que rolou lá na Flip. Desde desse dia vira e mexe, vejo o que tem de novo e confesso que tenho gostado.

Parabéns!

r.c. disse...

Oi, Rosa. Valeu. Volte sempre.
Abraço