sexta-feira, julho 06, 2007

devo, não nego, pago quando voltar...

exercendo o ditado "devo, não nego, pago quando... voltar", eu e tânia estamos fazendo as malas rumo a Parati.
já faz um tempo que eu não viajo e o contato com a natureza fará muito bem aos meus pulmões e ao meu desânimo pela vida. levo na bagagem a expectativa de conhecer pessoas interessantes naquela cidade que, no momento, está acontecendo a flip, além de encontrar alguns conhecidos, principalmente na off-flip (marcelino, pessoal do maloqueirista, entre outros) já que não pretendo gastar um centavo nas palestras, conferências, apenas curtir uma viagem e bons amigos.
se o robson cano não der para trás, ele e sua esposa neide darão o ar da graça junto conosco.
estou levando na bagagem também alguns exemplares dos livros das edições dulcinéia catadora. faremos a divulgação do trabalho e quem sabe, ganhar alguns trocados.
nem sou escritor mas, sei que essa vida não é fácil.
e é isso. tô enjuriado hoje pra escrever por acabar de ver uma pessoa batalhadora pra caramba passar mó perrengue pra pagar suas contas, tendo que talvez voltar pra rua se a maré não mudar. sei que não é o último, nem é só ele mas, é que eu não me acostumei nem me conformo com essas coisas ainda.
mas é isso. por esses dias visite outros blogs aí indicados. depois volte. será bem vindo.
até quem sabe por aí,

rodrigo

Um comentário:

Rera Tavares disse...

ahhh, achei que ia ver o casal no meu aniversário! mas Paraty é Paraty! aproveitem bem, Rô. descanso e curtição. boas viagens e super beijos.