sexta-feira, abril 10, 2009

NOVOS(?) CAMINHOS

salve, povo.

ontem foi um dia muito especial para a pessoa que aqui escreve. eu comecei um novo projeto na escola: teatro.

teatro sempre foi uma das paixões na minha vida. sempre. na escola participei de algumas peças, bobinhas, mas fiz. quando fiquei aborrescente igual a minha sobrinha - ainda bem que ela não lê isso, rs - fiz teatro no inglês e, depois, fiz um ano no teatro escola macunaíma. era teatro, era legal, mas não era o que eu queria.

em 2004 eu finalmente conseguiria me encontrar. fui fazer teatro no TUSP, na maria antônia e conheci pessoas extremamente fantásticas, que foram fundamentais na transformação da minha vida e para eu me tornar um pouco da pessoa que sou hoje, principalmente o Edgar Castro.

o Ed hoje é coordenador da ELT - Escola Livre de Teatro de Santo André. aliás, quem quiser fazer teatro, de verdade, na essência, sem estar preocupado com estrelismos e aparicionimos, indico a ELT. eles são muito bons.

mas enfim, entre 2004 e um pouco de 2007 eu trabalhei com o Ed e uma turma que nós montamos - os Contornos - para estudar, se aprofundar um pouco no seu trabalho. durante o caminho, bebi de outras fontes, principalmente o Teatro do Oprimido, do Augusto Boal. fiz oficinas com de Teatro do Oprimido, apresentei algumas esquetes, exercícios teatrais, enfim.

fiquei desestimulado com o teatro porque, tudo o que eu faço, quero fazer bem feito. "põe o máximo que és no mínimo que fazes" já diria Pessoa (não sei se com estas palavras). e eu tenho sê-mancol. e, apesar de aplicar o máximo de mim, não era suficiente. não era bom. resumindo, eu não era um bom ator. e isso me frustrava, me deixava mal. parei.

mas, seguindo a máxima "quem não sabe, ensina" - rs - eu resolvi encarar o desafio de montar um grupo de teatro na escola. trocar com os alunos um pouco do que eu aprendi nesta vida, com o Ed, com o Boal, das leituras e trabalho que fiz com o teatro do Brecht - aliás, outro cara fundamental para mim. minha vida sempre foi ligado ao teatro e, estou muito feliz por ter voltado ao teatro. pelo menos por detrás dos panos.

ontem foram apenas dez alunos. um número reduzido dos vinte e cinco que foram sorteados, mas compreensível devido ao feriado e, para o trabalho, um número excelente. foi muito bacana. primeiro, a roda de conversa, depois o aquecimento, os exercícios, os jogos e, por fim, nova roda. tudo no sentido mais edgariano da prática. e foi bom ver as dificuldades dos alunos, perceber (eu e eles) o quanto eles desconhecem o corpo, o que pode fazer, os limites, o quanto somos desajeitados, acostumados a fazer sempre o mesmo e, o quanto somos fechados. o quanto é difícil você correr e dar um simples salto - permitir-se ser feliz - neste mundo de amarras e convenções sociais superficiais demais. foi muito bom.

na próxima quinta tem mais. logo mais eu vou montar um blog do grupo. estamos definindo um nome para nós também. quando souber de tudo, eu aviso.

felicidade, luta, energia e muita coragem pra nóis...

r.c.

Um comentário:

Fabito disse...

Lindo, maravilhoso, Ciriaco, voce é o cara, "you are the man" como diria o Obama. Muita luz nesse teu novo começo pois os desafios nao sao menores para quem atua atras do que para quem atua na frente. Boa sorte, quero ser q nem voce quando eu crescer...
abraço.