quinta-feira, junho 28, 2007

poema concreto

clique na imagem para ampliá-la

Um comentário:

borboleta voante disse...

ela só fica no papel, e nem mesmo quem as faz lembra-se!