segunda-feira, novembro 06, 2006

(+1) Tragédia na Palestina


Irmão mais novo do palestino assassinado Ramzi Shiraf, de 15 anos, chora durante funeral em Beit Lahia, na Faixa de Gaza, em mais uma ofensiva israelense

do sítio do UOL: http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2006/11/06/ult1808u78542.jhtm

06/11/2006 - 08h38
Menor palestino morre em ataque aéreo israelense no norte de Gaza.
Outras quatro CRIANÇAS e uma professora são feridas.

Gaza - Um menor morreu e outros cinco palestinos ficaram feridos hoje, sendo quatro crianças, em um bombardeio da Força Aérea israelense no norte da Faixa de Gaza, no quinto dia da operação militar "Nuvens de Outono". Segundo testemunhas, um foguete ar-terra lançado pela Força Aérea israelense atingiu o jovem de 15 anos que aparentemente tinha seaproximado dos restos de uma lançadeira de foguetes perto do campo de refugiados de Jabalya, no norte de Gaza. A explosão, acrescentaram as fontes, feriu outros quatro menorese uma professora que viajavam em um ônibus escolar que passava pelolocal bombardeado.A vítima mortal foi identificada como Ramzi Shiraf, de 15 anos, embora as fontes não tenham dito se a vítima era um estudante que seaproximou da lançadeira por mera curiosidade ou se seu objetivo erarecuperar os restos do equipamento. A versão do Exército israelense difere da das fontes palestinas, pois afirma que a vítima era um miliciano que tinha ido junto aoutros apanhar os restos da lançadeira de foguetes, utilizada ontempara disparar dois projéteis contra a cidade de Sderot. Com a morte de Shiraf sobe para 50 o número de palestinos mortosem ataques israelenses desde a quarta-feira passada, quando Israeliniciou a chamada operação "Nuvens de Outono", na qual mais de cempessoas ficaram feridas, muitas gravemente.A operação militar israelense, lançada para diminuir a capacidadeofensiva dos milicianos, anunciou o Exército israelense, afetaprincipalmente o norte da Faixa de Gaza e em particular à localidadede Beit Hanun, de onde as milícias costumam disparar seus foguetescontra Israel.Ainda hoje as milícias palestinas dispararam três projéteis, doisdos quais caíram no mar e o terceiro em um descampado do kibutz YadMordechai, no sul da cidade de Ashkelon.Ontem, o Exército israelense registrou o disparo de pelo menos 12foguetes, dez deles no território de Israel e dois em territóriopalestino.A imprensa local destaca hoje que a operação pode terminar naspróximas 48 horas, embora o primeiro-ministro israelense, EhudOlmert, tenha se negado ontem a fixar uma data. Olmert acrescentou que as denúncias da Autoridade NacionalPalestina sobre um "massacre" são falsas, e assegurou que a maioriados mortos são homens armados e não civis, como afirmam asautoridades em Gaza.

Um comentário:

Escritor Sacolinha disse...

Tô na área.
Abraços...