sexta-feira, abril 30, 2010

PARTE MARIA TEREZA...

da minha parte, esta é a maneira que posso homenagear e manter viva a memória da guerreira: fazendo chegar na molecada o seu livro, como nessa foto do sarau na minha escola, em 2007

estava em sala de aula ontem quando a mjiba (elizandra) me mandou uma mensagem avisando sobre o falecimento da companheira de letras maria tereza. já havia algum tempo que ela estava com alguns problemas de saúde e ontem partiu.

não tive muito contato direto com maria, algumas vezes nos saraus, ou quando adquiri seu livro "negrices em flor". do pouco que conheci, era uma pessoa que transmitia serenidade, humildade e muita dignidade. tudo isso apenas através do olhar.

partiu cedo. com certeza, tinha mais da sua arte, da sua letra para dividir conosco. espero que fique em paz.

r.c.

7 comentários:

Robson Canto disse...

Eu fiquei uma semana com o pé engessado dentro de casa e não teve nenhum amigo de copo que aparecesse e perguntasse se eu precisava de alguma coisa! Agora imagina a Tereza será q apareceu algum amiguinho e perguntasse pra ela se ela precisava ao menos de um pacote de arroz? Acho q não!

Lua disse...

Boal me lembra voce.

Laura Carnicero disse...

Oi Rodrigo! Estava lá no ISE Vera Cruz, e queria te dizer o quanto suas palavras foram importantes. É bom saber que não falamos sozinhos, ainda que sozinhos sempre estejamos.
Conversei com uma de suas alunas e fiquei curiosa pra ver mais! A qualidade de vocês é impressionante, toca e instiga, não deixa passar, atropela.
Beijos!

r.c. disse...

êa, robson.

tu anda muito, muito amargo, cara. não sei o que o mundo ou as pessoas andaram lhe fazendo, mas acho que você deveria observar quem são seus amigos antes de mirar e disparar. não é só você tru que tem problemas, que já ficou sozinho, abandonado, sem um telefonema. isso acontece com todo mundo, comigo, nos últimos tempos, com muita frequencia. mas é assim, mano, se acha que a parada é essa, se isolar e questionar seus amigos, siga na sua caminhada. eu estou na minha. e em paz.

rodrigo

r.c. disse...

Lua, foi o comentário mais bonito que alguém poderia me fazer. Quem dera eu chegar a ser um pézinho da integridade e dignidade que foi o Boal...

beijão

r.c. disse...

Oi, Laura. Valeu. Vamos nos manter antenados/conectados. Sempre surge algo por aí. Beijos.

Maitan disse...

Cara, eu trombei com esse livro dela num boteco, por desconhecidos... A poesia dela é maravilhosa!

Com certeza é uma perda muito grande pra poesia!

Onde posso encontrar esse livro?

Grande abraço!